23 junho 2009

Barbosa du Bocage

"Oh dama, por quem me aflijo
Por ventura, consintais
que eu introduza o com que mijo
No por onde vós mijais?"

11 comentários:

deKruella disse...

Ora essa...sempre me parece melhor esse palavreado do que aqueles que atiram um "deixa-me fazer-te um filho"

ogolbo disse...

Ah grande Bocage, tudo dito e nada mais!

Pedro Aniceto disse...

É tudo tão relativo, minha cara... A mim nunca me disseram nada disso!

JVC disse...

E os elogios de andaime? Aqui vai um desafio ao PA, fazer uma colecção deles a rivalizar com a de assinaturas (que estou a parasitar no meu sítio).

Eurico Rodrigues Conde disse...

oh PA que falta nos faz o bocage nos dias que correm... puro e sem espinhas!

Peter of Pan disse...

Génio! É assim que se trata bem a língua portuguesa.

Espada disse...

Belos poemas!!! LOLOL

-VC- disse...

Engraçado. Eu tinha um disco do Juca Chaves , ao vivo, em que ele dizia esse mesmo poema.Desde pequeno que me lembro de uma ponta à outra. Só não me lembro se nesse disco o Juca Chaves o atribuía ao Bocage. Espero que sim.

eduardo disse...

cá p'ra mim são urologistas;

Rosarinho disse...

E dá???!!!

AB disse...

Claro que não dá, a não ser que o Bocage tivesse uma tão pequenina que coubesse lá. É uma estrofe francamente estúpida, como quase todas as desse imbecil. Mais valia terem-me feito estudar Tolkien ou Shakespeare, ou o Kama Sutra.