15 julho 2013

Eu gosto é do Verão


Foto tirada há instantes por um leitor na Praia da Rainha que a esta hora deve ter apanhado um escaldão por não lhe apetecer ir à água...
Esta foto foi substituída. No local agora ocupado por esta imagem estava uma nadadora salvadora da Praia da Rainha que apesar de estar de costas, de óculos escuros e chapéu de sol, pediu a remoção da fotografia. Presumo por ter receio de ser reconhecida por outras partes do corpo. Pelos cotovelos, por exemplo. No pedido que me fez chegar, a cidadã invoca que é proibido tirar fotos no local, coisa que não discuto de tão pouco defensável que é. Invoca que não deu autorização. É um direito que inevitavelmente lhe assiste, assim como o de exercer uma profissão de relacionamento público onde o pudor que a invade já não é o mesmo. Percebo. Mas tenho de tomar os comprimidos. Cortesia de Bruno Rodrigues, fica um link para considerandos sobre fotografia em público. Não faz lei, mas sempre se aprende alguma coisa. Como o segundo parágrafo do ponto número 4.

 E já que estamos numa de aprendizagem, aqui fica um excerto do que escrevi há uns anos sobre o chamado "Streisand effect".

 ..."Designa-se por Streisand Effect (Ou Efeito Streisand), o reflexo social gerado por uma comunidade, quando uma instituição ou alguém tenta fazer desaparecer ou esconder um pedaço de informação e esse gesto é mal recebido, gerando uma publicidade absurdamente maior e cujo dano ao agente é superior ao causado pela existência do facto em si mesmo. É algo que é dos livros das redes sociais, agora amplificado pela rapidez com que a informação se propaga. Ganhou este nome de baptismo quando, em 2003, Barbara Streisand tentou através de diversas formas, suprimir um conjunto de fotografias feitas na sua residência que cairam entretanto na Web, processando um fotógrafo."

11 comentários:

Ricardo Antunes disse...

Really?

Gonçalo Proença disse...


a rapariga é uma imbecil e eu, enquanto fotografo que já trabalhei em Londres onde o assunto é largamente falado diariamente e inclusivé há legislação clara nesta materia, tudo se resume ao seguinte :

- se for em sitio publico, não é necessario autorização a não ser se for para ganhar dinheiro com a imagem, independentemente de a pessoa ser reconhecida

- se for em sitio privado, só com autorização

logo, se a jovem esta na praia e lhe tiras uma fotografia que aparece a cara e as mamocas, se é publicada aqui no blog e não ganhas dinheiro com isso, ela pode resmingar o que quiser. nao tem base legal nenhuma para pedir o quer que seja. nao gosta ? fique em casa.

se venderes os direitos da mesma foto, ai a coisa muda de conversa. só com um "model release form" é que a mesma é valida.

o Streisand effect é outra coisa; é o apagar / editar a foto que bem dizes e gera publicidade negativa.

não é a jovem que esta a fazer, mas sim tu.

resumindo - bota la a foto da cachopa de volta ou tens um motim virtual aqui :D

as pessoas têm a mania que só com a autorizacao dela é que se pode tirar fotos - errado. se estou num restaurante e alguem me tira uma foto, é legal e eu nao posso fazer nada. num bar. na praia. no parque. etc. posso resmingar, tal como a pessoa que tira a foto pode simpatica e educadamente pedir autorizaçao, mas nao precisa. eu peço, mesmo quando sao fotos pessoais ou que nao sao para venda. mas apenas porque sou muito british :-)

Ricardo disse...

Agora fiquei curioso. Como é que ela lhe provou que era a pessoa que foi fotografada?

Patricia Lousinha disse...

Bravo Ricardo :)

Pedro Aniceto disse...

Vós sois criaturas muito inteligentes e orgulho-me (muito) de vos ter entre os meus leitores. Sim, nada me prova que quem me escreveu é de facto a criatura que está na foto. Ainda estive para pedir uma fotografia de corpo inteiro, sem roupa, para poder atestar da veracidade do pedido, mas achei melhor estar quieto. Na verdade eu tenho mais que fazer. Estivesse eu numa altura de pouco trabalho e boa disposição e havíamos de estar nisto até à próxima Quaresma. Mas não. Que se lixe. Não vou perder tempo com isto.

Sergio Brandao disse...

e o que fazes agora a quem, como eu, viu este post depois da imagem da rapariga ser retirada?

não viola um qualquer artigo que se refira ao direito ao indivíduo ver a sua curiosidade satisfeita?

começo a apoiar a tese do motim virtual. :)

Patricia Lousinha disse...

Veja o seu telelé, faz favor :)

Sergio Brandao disse...

agradecido!

Pedro Aniceto disse...

A parte engraçada disto é que a foto rola por aí à força toda...

Benjamim Silva disse...

não consigo fazer um "+1" num blog que fala de cus :-(

Engenharia Portugal disse...

De nada:

http://jonasnuts.com/472453.html