01 fevereiro 2010

O chamado dogma

-Não consigo aceder ao conteúdo da pasta X no server Y
-Pois não, o servidor deixou de existir...
-Não deixou não, que eu estou a ver as pastas
-Mas o servidor deixou de existir!

8 comentários:

AB disse...

Parece Lars Von Trier. Isto repete-se até à eternidade, ou eventualmente, na falta do servidor, as pastas acabaram por desaparecer?

Pedro Aniceto disse...

As pastas estão lá
O servidor está lá
No entanto, o servidor deixou de existir

Conheço gente que pode enlouquecer a tentar explicar isto...

AB disse...

Ora deixa lá ver. Há um servidor que está lá, mas não existe. É de facto um ligeiro paradoxo. Ora se fosse um problema quântico, eu diria que tudo tem a ver com a função de onda de probabilidade do servidor. Ou seja, o servidor só existe quando se servem dele, que é quando está lá. Quando não se servem dele está entre dois mundos, como o gato daquele físico.
No fundo é uma explicação válida. Como é que eu sei que um Toyota Yaris cinza-claro existe, antes de ele me bater em cheio na porta de trás? Não sei. Até esse momento pode ser apenas uma criação da minha mente, que só toma forma quando se deforma contra o meu carro.
Acho que fui claro.

Pedro Aniceto disse...

Acho que te vou dar o email dela (da pessoa que diz que o servidor já não existe quando eu o estou a ver) e tu explicas-lhe isso... ;)

A.Carrilho disse...

Parece que estão a falar do governo.
Ah e tal, os ministros estão lá, e o governo está lá, mas não "server"...

AB disse...

A. Carrilho, tu mais que ninguém sabes que um Yaris só existe quando bate, eh eh...
Pedro, se você está a ver o servidor, pois isso invalida a minha teoria. É uma mulher? Você vê o servidor quando ela não lhe consegue aceder? Ela é loira? O servidor não estará avariado? É gira? O browser dela estará a procurar o IP correcto? É solteira? Tem Airport com pouco sinal? É novinha? A mim por vezes acontece, quando a net está aos bochechos, o Safari dizer-me que não encontra o servidor. Talvez possa ajudar : )

A.Carrilho disse...

AB
"A. Carrilho, tu mais que ninguém sabes que um Yaris só existe quando bate, eh eh..." - Errado
Eu mais que ninguém sei que um Yaris só existe quando lhe bato. Por falar nisso, agora me lembro que sei que um Corolla só existe quando lhe bato... Vês? Há aqui um padrão...

A.Carrilho disse...

Lembro-me agora que há muito tempo, quase quase ia tendo conhecimento que um Land Cruiser existia. E nesse dia, se chegasse a ter conhecimento seria pelo menos trágico. Além de reforçar o padrão, concluo que há pouco como a ignorância:(