29 abril 2010

Thoughts on Flash

Uma nota pertinente e importantíssima de Steve Jobs em relação ao uso do Flash em parte importante da linha de produtos Apple. Providenciarei, mais tarde, a respectiva tradução.

13 comentários:

Noesis disse...

Ena... parece uma explicação escrita pelo jaime Pinto :)... conclusão: Batatas; não há cá flash para ninguém em iPhones & iPads.. a parte do HTML5 e baixo consumo de bateria não sei se me convende... mas é verdade, sou também um leigo nesta matérias

cheers

botinhas disse...

Noesis: desligue o seu portátil do carregor e vá jogar em sites com flash e diga-me qnt tempo durou a bateria... ;)

kincas disse...

A meu ver peca por tardia.
Embora já todas as razões fossem "publicas", muitos "críticos" assobiavam e faziam como se não as conhecessem.
Agora é que vamos a ver as "respostas".

Intellectual Junkies disse...

São 6 boas e plausíveis razões para não se usar flash em mobile devices, algo que já não é novo, contudo foi lembrado com o lançamento do iPad.

Como webdesigner que sou, deixei de usar há já muito tempo este tipo de tecnologia, independentemente da plataforma para a qual desenvolvo. É pesada, dependente de um plugin, limitativa em termos de SEO etc etc

Como podemos ver (quem estiver atento a isso), o futuro passa por HTML 5, CSS e JavaScript, a tendência tem vindo a ser esta. Todos querem um site que funcione em todos os sentidos, que venda, que mostre, que seja indexado pelo motor de busca e que seja apelativo... Não um site que seja apelativo e que a meu ver é o lado forte do flash: "as coisas a mexer, o logo mexer, os menus a mexer", tudo mexe e o user olha para tudo o que mexe, menos para o produto em si, que deveria ser o eye-candy de um website.

Por outro lado, se querem ver "as coisas a mexer" façam-no convenientemente (a meu ver): http://www.nissanusa.com/leaf-electric-car --> Vejam-no com um browser digno do nome, quero com isto dizer: É escusado usar o Internet Explorer, seja que versão fôr.

Foi a minha humilde opinião.

JBass disse...

Claro que são estas as razões para não suportar flash, só não via quem não queria ou quem quer falar mal da plataforma a todo o custo.

Apenas peca por vir um pouco tarde. Siga pra bingo, que o flash é passado.

Leonardo Opitz disse...

Ola pessoal,

Sinceramente, o que a Apple está a fazer é a proteger a galinha de ovos de ouro. O iPhone e companhia são realmente excelentes dispositivos e a entrada do flash iria abrir as portas para aplicações desenvolvidas por terceiros... Isso poderia até acabar com a AppStore...

Já agora, deixo aqui o link para a AppStore onde poderão encontrar mais algumas apps desenvolvidas em Portugal (por uma empresa de Coimbra)...

http://itunes.com/apps/ideafactory

Cumprimentos,

Leonardo Opitz

jojobach disse...

Embora me pareça que as razões que SJ dá para não usar flash sejam muito acertadas, parece-me que uma coisa não impede a outra. Por exemplo, o meu HTC Hero (Android) permite flash (em alguma medida, não na totalidade) e assim permite-me ver coisas que num iphone não conseguiria ver. No entanto, a experiência de utilização está longe de ser satisfatória. Também é verdade que consome muita bateria, mas eu tenho a opção de usar ou não os sites em flash. A escolha é minha e não da HTC ou da Apple. Eu tenho consciência da desvantagem do consumo de bateria e tenho cuidado. A Apple deveria dar essa opção aos utilizadores.

A mim continua a parecer-me que, apesar de todas estas razões que Sj apresenta serem válidas, a Apple continua é mesmo a querer proteger a sua galinha dos ovos de ouro. Este é a principal razão. Por exemplo, continuamos limitados a instalar aplicações da iTunes AppStore, coisa que, tanto quanto julgo saber, não acontece em mais nenhuma plataforma (móvel ou outra). Acresce ainda o facto de que a Apple se arroga no direito de decidir que aplicações podem ser usadas no iPhone, iPod e iPad. Lembram-se da polémica com a app do Facebook, que durante mais de um ano não foi autorizada?

Mauro disse...

Há cada coisa que se diz e se cita sem saber as verdades... O que é mais engraçado, é que os Apple fanboys estilo o Pedro Aniceto, enviam emails para uma mailing list onde dizem ser uma "nota importantíssima" quando está cheia de falsidades.

Desculpem lá. Eu trabalho em Flash há anos e uma coisa eu sei. O Steve Jobs, tirando alguns pequenos pontos, só diz barbaridades nesse texto.

Senão vejamos:

1 - O Flash é 100% proprietário? Certo! Temos de pagar para desenvolver em Flash? Errado! Neste momento podemos desenvolver um site, uma aplicação, etc. sem gastar um único tostão! Já agora, a Adobe tem tentado juntar-me a mais de vinte empresas para tornar o formato o mais aberto possível. Mais, neste momento a Google e o Chrome estão a trabalhar para suportar Flash nativo! Ou seja, acabaram-se o problema dos plug-ins.

2 - Video em formato aberto com o h264? ok... Mas para todos os sites e igual visualização em todos os lados? Errado! O suposto HTML5 que vem acabar com o Flash ainda continua com muitas interpretações diferentes nos diferentes browsers, e só lá para 2020 é que sai realmente a versão final. Por isso, e até aí, esqueçam em standards na net. Já agora, o HTML5 pode ser descarregado. Não estou a ver as grandes empresas que fazem modelos de negócio ou têm enormes bibliotecas de vídeo na web a enveredarem por esse caminho...

3 - Problema de segurança? ok.. Isso é verdade. Mas quem não os tem? O Safari? lol... Performance? Basta verem as últimas notícias do novo player 10.4 do Flash e ver o quão optimizado está. Diz-se que cerca de 40% mais rápido.

4 - Mau para mobile? Basta vê-lo a correr num Android qualquer que mudam logo de opinião. já agora, vejam a bateria a não "desaparecer" como supostamente aqui dizem.

5 - Flash e touch? Quantas aplicações vocês vêm hoje em dia com touch / multi-touch que funcionam bem? Basta ir a qualquer shopping e eles estão por todos o lado.

6 - Esta é a mais cómica. Uma aplicação é boa e mau independente da plataforma em que é feita. Os utilizadores vão sempre escolher as melhores e deixar as mais fracas para trás. De referir que já existiram aplicações feitas no novo port do Flash -> iPhone que estiveram no top10 e ainda que estiveram como "featured" no site do itunes... go figure...

Por fim, o modelo da Apple baseia-se em não deixar que o Flash seja suportado porque tem assim anularia o monopólio da appstore. sites como o miniclip, ou o hulu, iriam tirar dinheiro das mãos da galinha dos ovos de ouro da Apple.

Já agora, eu tenho um MacBookPro, um iPhone, um iPod, etc. Mas neste momento, e como a Apple anda a proceder com o mundo tecnológico, é apenas para controlar todo o conteúdo a que temos acesso e a nos limitar nas escolhas que podemos ter.

Abraços e boa noite!

vademar.matos@gmail.com disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Valdemar disse...

Bem, aparte desta guerra de monopólios, uma coisa é certa, estas declarações mudam a percepção de muita gente em relação ao Steve Jobs.

Aquele que antes era visto um tipo visionário e criador de tendências agora é visto por muitos também como alguém sedento de poder e ganância.
E isso é uma pena...

-v@

webdreamer disse...

Há muitas boas razões para não se usar flash. Não há é nenhuma boa razão para ser a Apple a decidir isso por nós.

webdreamer disse...

Ah! E o que se faz em Flash neste momento não tem concorrência em qualquer outro sistema, enquando o HTML5 e o WebGL, por exemplo, não forem consolidados.

botinhas disse...

5 - Flash e touch? Quantas aplicações vocês vêm hoje em dia com touch / multi-touch que funcionam bem? Basta ir a qualquer shopping e eles estão por todos o lado.

Não há uma única cadeia de supermercados que tenha uma implementação de jeito de caixas rapid pay! Se aquilo é flash, HTML5 ou da Ideal Trafaria Inc. não me interessa. Funcionam TODAS mal.