24 agosto 2010

O caçador de pérolas

Por muito distraído que eu possa estar a andar, e não me faltam infelizmente razões para isso, há coisas que um tipo vê, ainda que acidentalmente, que me fazem espernear de raiva. É o caso desta imagem que há dias me apareceu nos ecrãs de TV e que me fez perguntar como é possível que isto aconteça. Como é possível, eu sei, é culpa de sucessivas vagas de ensino falido que produzem cada vez mais lotes de gente que não tem nem bases nem cultura geral para conseguir escrever meia dúzia de linhas. Sim, mais do que vocabulário e regras ortográficas (das quais o "bistori" é apenas parco exemplo), a restante pérola é bem o espelho de alguém que escreve sobre uma matéria que lhe é completamente alheia, que denota uma absoluta falta de cultura geral. E pode o leitor interrogar-se sobre esta minha sanha particular, que me bastará dizer-lhe que cada vez mais se escreve como soa a própria fala. Venham sucessivos ministros da Educação dizer que está tudo bem, venham altos responsáveis facilitar cada vez mais o estudo e avaliação. Venham. Que chegará o dia em que ninguém conseguirá ler o que escrevem.TVI, imagem enviada por André Carvalho

7 comentários:

Diogo Resende disse...

O bistori e as técnicas não evasivas... tsk tsk

openid disse...

E a técnica não pode fugir, yo!

melo disse...

E a técnica não pode fugir, yo!

m.camilo disse...

As "técnicas não evasivas" vão permitir 9 evasões

A.B. disse...

Caro Pedro, o Ministro da Educação teria que considerar este texto muito bom. Só duas palavras erradas? Dá menos de 50% de erro, e o aluno não só passa, como o faz com distinção!

Anónimo disse...

"...cada vez mais se escreve como soa a própria fala."

isto é uma das coisas que me irritam mais! Tenho uma loja de material de skate e ontem enviaram-me um email que dizia:

"Disque sevende skates completos e verdade?"

Quase que chorava...

Kito disse...

TVI!! ainda existe esse canal?!