06 outubro 2010

Socorro! Tirem-me daqui!



Recuso, mas RECUSO mesmo ser "cúmplice" de uma Produtora/Canal de Televisão que serve deste tipo de serviços às pessoas. Não sei, e já disse isto mais de uma dúzia de vezes, onde vamos chegar com este género de situações. Se a mão de obra é analfabeta a culpa é do sistema (que tem, como sabemos as costas bastante largas), mas a ausência de supervisão é bem mais assustadora. Nada me move contra o programa em si, que não vejo. É pública a minha opinião sobre este género de "coisa" desde que participei profissionalmente na primeira série de Big Brother, altura em que perdi toda a minha virgindade sobre a ingenuidade que quase toda a gente tem sobre esta matéria. Estas imagens vieram até mim por cortesia do leitor César Faria

11 comentários:

Carla* disse...

O sítio onde essa(s) pessoa(s) aprendeu (ram) gramática portuguesa é uma "secret story" para todos nós...

m.camilo disse...

e inda gora comessou

eduardo disse...

se eles andarem depreça com as senas de seksso, ninguém repara nas lejendas.....

bom amigo disse...

Bastava perder uns breves segundos para reler o material escrito e grande percentagem dos erros de Português eram descobertos.

O Gato Preto disse...

Arriscava pelos erros, que quem os escreveu era zuca, pela semelhança de sonoridade/erro, mas é só um palpite.
Também podiam pôr um trolha a polir filigrana, que deve dar o mesmo resultado.

computador do Zé disse...

Este é canal TVI que é emitido pela Meo que tem o canal Benfica e transmite as duas merdas......

César (: Just Smile :) disse...

Dou hoje conta que os erros já foram corrigidos.
Será que causámos um despedimento com justa causa?

Pedro Aniceto disse...

Alguém ligado à Produção falou comigo. Este mesmo post foi ventilado num blog de um importante crítico de TV...

eduardo disse...

créditos para o César Faria!....

Almeida disse...

Ainda bem que eu não consigo ver esta merda de programa. Quando aparece a Júlia Pinheiro com aquela voz irritante sou logo obrigado a mudar de canal.

Billy disse...

Bem, é que aqui nem sequer se trata daquela gralha que dá vontade de rir. É mesmo só burrice (burri-se, estúpida!).