03 fevereiro 2011

D.Pedro II, El Rei Extintor


Esta preciosidade pode ser apreciada por quem visite o Museu dos Coches em Lisboa e foi-me sugerida por Virgínia Coutinho

4 comentários:

NightOwl disse...

E parece que este rei foi um "Success"! desconhecia!

myfavouriteveryeclecticthings disse...

Talvez a Vírginia não tenha reparado, mas as outras soluções seriam colar as legendas sobre paredes marmoreadas em inícios do séc.XX (que infelizmente não conseguiram aparecer no ângulo da foto encontrando-se logo ali mesmo ao lado da legenda); sobre os damascos que forram as paredes que suportam as pinturas e que datam da reconversão do museu dos anos 40, consequentemente arruinando-as... ou pura e simplesmente retirar o extintor que se encontra naquele local seguindo os planos de segurança e de forma a permitir a abertura da janela... infelizmente são opções museológicas e de preservação que se têm de tomar...
De qualquer forma, D. Pedro II pela certa prefere a proximidade do extintor à sua legenda do que ver os seus coches em cinzas...além de que assim sempre se dá azo às tradicionais práticas desportivas nacionais.

Ricardo Antunes disse...

Caro(a) myfavouriteveryeclecticthings

Não quero ser juiz desta causa, mas repare que nesse mesmo museu, que aparenta conhecer tão bem, há várias dezenas de cartazes informativos, como esse, em apoios soltos, junto dos Coches. Bastava optar por uma solução desse tipo para este caso.

myfavouriteveryeclecticthings disse...

Caro Ricardo
Tem toda a razão e poderia ser uma opção, não fosse a galeria dos retratos ter aproximadamente um metro de largura não permitindo a colocação de baias ou objectos soltos nessa zona do museu tendo em conta a permanente passagem dos visitantes e a segurança das obras (mesmo assim acontecendo acidentes).
O tipo de legendas a que se refere são utilizadas exclusivamente nos salões do rés-do-chão para legendar as viaturas, e mesmo assim associadas às baias que protegem as viaturas da aproximação dos visitantes, nunca soltas.
Por outro lado e por uma questão de lógica de leitura optou-se por colocar as legendas de todos os retratos da galeria sempre no mesmo ponto, o mais próximo da esquina no recesso anterior ao quadro respectivo, facilitando assim o seu encontro pelos visitantes que não terão que procurar em todos os quadros a legenda num local diferente.
Infelizmente no caso de D. Pedro II deu-se o infeliz caso da coincidência da existência do extintor ao lado, não podendo este ser retirado do local onde se encontra, teve que se optar (e olhe que não são fáceis, nem fortuitas de tomar, estas opções)... e infelizmente não se aguarda toda a gente.