26 julho 2011

Porquê Macintosh? (I'm loving it)

Deverá ser a questão que mais vezes me foi colocada ao longo da vida profissional. A resposta é longa, cheia de exemplos que por vezes, por serem pouco tangíveis e implicarem algumas experiências de utilizador que quem pensa migrar não possui, nem sempre são fáceis de assimilar. Mas fala-se quase sempre em simplicidade, um conceito por vezes não é simples de exemplificar. Fica um modelo: No folheto abaixo, estão as instruções de ligação de um computador a um sistema WiFi de um restaurante da cadeia McDonalds em ambiente Windows e em Mac OS X. Uma imagem vale quase sempre por mil palavras.

14 comentários:

Frangote disse...

SE e friso bem o SE, o Windows não se conseguir conectar ao WIFI normalmente, esses são os passos a tomar para tentar resolver a questão.

E SE o MAC não se conseguir conectar, onde estão os passos para a resolução do problema?

Nuno C. disse...

Frangote: um Mac consegue sempre ligar-se! ;)

Pedro Aniceto disse...

A experiência de um utilizador, seja ele Mac ou Windows, não é feita de "ses".

Pedro Viana disse...

Como se fosse preciso fazer aquilo tudo para aceder a uma rede Wifi no Windows. Depois esta fotografia corre as redes sociais, e todos (aqueles que agora só usam MAC e não mexem num Windows há anos) assumem como verdadeiro. Pois..não é.

F disse...

Já cá faltava a teoria da cabala Macintosh e a sua máquina de marketing que quer dominar o mundo.

kincas disse...

"Keep it simple, stupid!" mais que apropriado.

E sim, para ligar windows "normalmente" a uma rede são necessários inúmeros passos. Ainda ontem me fartei de rir com o apoio da Meo por causa disso.

Pedro Viana disse...

Se cada vez que me ligo a uma rede wifi tivesse que fazer isso, tava lixado com "f" por não sei mexer em nada dessas configurações.

Formatado o pc há uns meses, se quiser ligar a uma rede wifi, basta-me ir à respectiva opção na barra de tarefas, pesquisar pelas redes e ligar. E introduzir a password se a rede estiver protegida. E nunca tive que mexer nessas opções todas.

kincas disse...

Então para aceder rapidamente tem de formatar o PC de quantos em quantos meses?

Pedro Viana disse...

Não me fiz entender? Formatei o pc porque tive que o fazer. Não teve nada a ver com o wifi funcionar ou não.

Disse que formatei para a seguir dizer que não preciso, e até hoje não precisei, mexer nessas configurações todas para aceder a uma rede wifi. Basta-me só ir ao icone da barra de tarefas e escolher a rede.

Rafael Albuquerque disse...

Na explicação da versão Windows, estão passos a mais. São precisos os mesmos passos que em OSX. Basta clicar no icon da rede, escolher a rede wi-fi e voilá. Não tem mais passo nenhum.

Acho que estão a tentar pegar por aí só porque sim. E olhem que eu sou macuser.

filipe m. disse...

Epá, não me façam rir que me dói o estômago.

Completem o folheto com as indicações de como configurar um Mac para usar DHCP / DNS Auto, e depois sim, podemos comparar o tamanho (ou neste caso, a falta dele) dos respectivos pirilaus. Ah, e já agora, uma vez que separaram XP / Vista (e 7, por arrasto), não se esqueçam de o fazer também para cada versão do OS X em que a localização das coisas mudou ligeiramente.

Não é por nada, mas assim evitam que os utilizadores de Windows se fiquem a rir dos pobres diabos que tiraram o Mac de casa pela primeira vez e não conseguem ligar à rede wireless porque o sobrinho de 5 anos lhes configurou o IP fixo para o router lá de casa... "pois, é um Mac..."

João Tiago disse...

filipe m n sei se costumas usar mac, mas em os x cada rede a que te ligas, fica com as definições de rede memorizadas para aquela rede.
ao contrario do windows que se meteres um ip fixo, ou mexeres no DNS É PARA TODAS AS REDES, no mac é só para a rede que está a ser configurada...

Paulo Abreu disse...

Uma outra perspectiva: http://qz.oq.sl.pt

Pedro Aniceto disse...

Isto pretende ser uma graça?