02 agosto 2011

Do polvo vieste e ao polvo regressarás


Polvos, senhores? Porque não Lulas? Ou uma Faneca mágica? A sério, o homem tinha pós ditos mágicos, não eram polvos. No Peru fala-se castelhano, polvo não é senão pó e este texto da Lusa, foi engolido pela maioria dos órgãos de comunicação social com cana, carreto e anzol. Sim, meu caro amigo Pedro, vocês também foram enrolados... :) Texto e imagem (Sic Online) por indicação de Manuel de Freitas

Os nossos maninhos brasileiros traduziram bem...

6 comentários:

Manel do Outeiro disse...

A esta hora a RTP, ao contrário da TVI, ainda está com os polvos:

http://www.rtp.pt/noticias/?t=Curandeiro-detido-por-posse-de-180-cranios-humanos.rtp&article=466542&visual=3&layout=10&tm=7

botinhas disse...

Como é que se apanham polvos em espanha? Com o aspirador, claro!

Cromos do Cosmos disse...

Sai um Polvo mágico à lagareiro prá mesa 3.

scheeko™ disse...

É o jornalismo copy-paste. Já não é de agora: http://blog.scheeko.org/2008/10/redaccao_preguicosa_2/

Fred disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fred disse...

Opah, digam lá se a notícia não ganhou graça e outro encanto!?
@botinhas: boa, eheh
@cromos: mágico é se não cair ao chão… ou adivinhar uma gastrenterite!