28 novembro 2011

Crónica de uma estupidez anunciada

Na primeira pessoa. Uma chama imensa que não era suposto ter ardido.

2 comentários:

Patricia Lousinha disse...

O Futebol realmente não é isto. Parabéns pela escrita Marta e coragem, sem medos!

Marta disse...

Obrigada pela referência, Pedro :)

Patrícia, valente!