06 março 2012

Veneno de rato (Porquê, Santo Deus?)

Em 25 de Outubro de 2007, escrevi nestas páginas uma nota pretensamente humorística sobre o facto de ter detectado nas pesquisas do Google que conduzem a este Blog, uma apreciável quantidade de pessoas que buscam pela expressão "Veneno de rato emagrece". Podem ler essa nota aqui. Quase cinco anos depois, recebo um contacto, que a princípio considerei absurdo e inventado, mas que depois de alguma reflexão pode eventualmente ser levado a sério.


"Boa tarde Sr. Anacleto.

Estou escrevendo porque pesquisei na internet e encontrei seu escrito a respeito deste assunto.
Tenho dois problemas que médico nenhum deu solução, um é a obesidade e o outro uma irritação horrível na pele do rosto que fica todo ferido quando me barbeio.
Passei dias e dias sem botar nada sólido na boca, apenas ingeria água e continuava gordo feito um porco.
Procurei diversos dermatologistas e estes se limitavam a me mandar usar um creminho aqui outro ali.
Durante uma semana "chupei" um grãozinho por dia e no final de sete dias me olhei no espelho e gostei do que vi, meu rosto estava mais fino e talvez até um pouco mais jovem e desapareceu a irritação característica do pós barba.
Gostaria de saber do senhor se a dosagem é esta mesma ou se eu deveria tomar um pouco mais.

Amavel
"

Quero crer que deveria aumentar-lhe dosagem. Bastante... O que pensa o leitor?

2 comentários:

Ana Pessoa disse...

Dr Anacleto (:) amei, estas lixado, vai passar a ser teu cognome), não acredito que isto seja verdade, não pode...

egosciente disse...

Sim, mas pela do "Anacleto". Quanto à veracidade do relato, sabe-se lá... O arsénico não era usado como medicamento? A dose faz o veneno, como se diz.