17 agosto 2012

Cães de louça

Encontro um Labrador de olhar meigo amarrado na coluna da entrada da loja. Faço-lhe uma festa. Liberto-o da posição a que foi sujeito e ele lambe-me as mãos quando percebe o que estou a fazer. Levo-o ao dono que está no interior e este devolve-me um olhar espantado. "Não sabia que podia entrar com o cão...". Pode sim, esteja à vontade. Eles portam-se sempre muito melhor do que alguns humanos. Nunca apanhámos nenhum cão a roubar produtos ou a estragar caixas. E até isso acontecer, os cães simpáticos e meigos serão sempre muito bem-vindos a este espaço.

6 comentários:

nmlima disse...

ha aqui um banco chamado "metro" que alem de estar aberto 7 dias por semana, a entrada da loja tem um espaco para os caes, fora do caminho das pessoas, com comida e agua.

janota disse...

É que aos donos nem passa pela cabeça que nem toda a gente tem boas intenções. Multiplicam-se os casos de cães roubados das portas das lojas... Obrigada a quem permite a sua entrada!

Dinada disse...

A minha Mousse de Chocolate (cadela labrador castanha), fica sempre sentada à porta, muito quietinha à minha espera, eu falo com ela explicando-lhe que não demoro e prendo-a com largura de trela confortável.

Ela lá fica, com aquele olhar meigo mas seguro que encontro quando regresso.

Sem querer desmerecer outras raças, de facto os Labradores são muiiiito especiais :)

neca disse...

Fui alertado recentemente para este fenómeno. Muitos cães roubados à porta dos super mercados.

neca disse...

BTW - Existe em Portugal uma grande onda de desresponsabilização em relação ao papel dos animais de estimação na sociedade. Sobretudo pela proibição. Se fosse permitido o seu acesso a mais locais públicos seria sem dúvida aumentado o grau de responsabilidade e melhorado o convívio da sociedade com os animais, mas isto não é coisa de um mundo utópico é coisa de uma sociedade civilizada.

neca disse...

E já agora, para entreter a malta que se deu ao trabalho de vir comentar no Post vou contar o episódio que me aconteceu ontem.

Após estarmos uma horas na Praia, a minha cadela de 4,5 meses decidiu que ia visitar as pessoas do guarda-sol ao lado, ainda corremos atrás dela mas as pessoas que lá estavam fizeram sinal para a deixar ir. Quando lá chegou foi a cada uma das três pessoas que ali estavam recebeu festas de cada uma, deu umas lambidelas e deitou-se na sombra do seu guarda-sol. Rimo-nos eles fizeram sinal para a deixar e assim ficou até virmos embora da praia 45 minutos depois. Chamámo-la, agradecemos o aluguer da sombra e seguímos para casa, felizes.;)