16 janeiro 2013

Navegar, navegar

No meio de um certo caos que caracterizou o meu dia de ontem, uma supresa agradável. Na localidade onde resido, um construtor de modelos navais em madeira, mostrou-me uma criação destinada a uma unidade museológica no Norte do país. Apesar de nada perceber do assunto, fico sempre embevecido com este tipo de trabalho. Chama-se Francisco Vieira e existem muitos links para os seus trabalhos a partir daqui.




1 comentário:

mano velho disse...

muito interessante!