30 novembro 2009

A origem das expressões

"Foi resvés Campo de Ourique" significa na linguagem comum algo que não aconteceu por muito pouco, à tangente ou muito perto. A origem da expressão é proveniente do terramoto que destruiu parcialmente a cidade de Lisboa em 1755, cuja onda de destruição sísmica não afectou com gravidade a área que hoje ocupa o bairro de Campo de Ourique. Dizer "Foi resvés Campo de Ourique" denota uma expressão de alívio por algo que não nos afectou.

8 comentários:

botinhas disse...

Que a próxima Macjanta seja na tasca Flor dos Terramotos, mesmo no topo das Escadinhas dos Terramotos ali como quem desce a Rua de Campo de Ourique! ;)

nplima disse...

Da ultima vez que ouvi alguem comentar este assunto o detalhe are ainda maior (e a fonte igualmente incerta): a agua do Tejo tera subido o suficiente para chegar ate Campo de Ourique. Durante muito tempo existiu uma lojeca chamada Res-Ves que nao seria longe do sitio onde a onda gigante causada pelo terramoto chegou.

Num trabalho escolar quando eu estava no 9o ano descobri que que Campo de Ourique era uma zona de pomares que foi urbanizada no inicio do sec XX. Sera que no Sec XVIII ja era uma zona com nome proprio? ou seria no meio de nenhures? e preciso perguntar ao Prof Hermano Saraiva.

botinhas disse...

nplima: Para a água do Tejo ter chegado quase a Campo de Ourique tinha sido necessário afogar Lisboa inteira (excepto o Castelo) já que este se encontra a uma quota bastante elevada...
Eu que moro na parte "baixa" consigo ver a parte de cima do tabuleiro da ponte!

nplima disse...

botinhas: e verdade, teria que ser uma onda gigante - O local onde estava o Res Ves fica a 2km de Alcantara e e sempre a subir...
eu vivi em Campo de Ourique e nao sei ate que ponto e que aquela historia e credivel.

Fica combinado irmos la com uma fita metrica da proxima vez que houver um terramoto em Lisboa. :)

Pedro Aniceto disse...

Eu falei em onda de destruição, não falei em água...

nplima disse...

Pedro: eu vi e entendi que falavas do sismo propriamente dito, mas tambem tenho duvidas que fosse esse o sentido do "Res-Ves".

Estima-se que o epicentro foi a SW do Algarve e intensidade suficiente para se fazer sentir bem mais longe do que Lisboa. Diz na Wikipedia que houve estragos na Covilha.

Fico com a impressao que dizer que a destruicao chegou a Campo de Ourique (e parou a meio da Rua Ferreira Borges) e subestimar o efeito do terramoto; e dizer que a onda de 30m no Tejo chegou a 2km de distancia e 100m acima do nivel do mar e exagero.

Para chegar ao fundo desta questao e preciso reunir uma taskforce multidisciplinar com historiadores, geologos e surfistas :D

Pedro Aniceto disse...

Nunca investiguei a questão, mas assim de algibeira deixa-me dizer-te que a falha da Infante Santo e a da Calouste Gulbenkian ficaram a descoberto (são monumentos geológicos, sabiam?) nessa altura e curiosamente o Aqueduto não caiu...

botinhas disse...

Nem o Bairro Alto nem Alfama cairam com o terramoto. Em Belém o sisma mal se fez sentir (não é por acaso que agora está lá o Palácio de Belém...). Tem tudo a ver com os solos e o tipo de construção!