31 agosto 2010

Aberto até de madrugada

Cortesia do leitor João Filipe Rodrigues. Interrogo-me sobre o número de olhos que verão estas lonas e placas até estarem efectivamente produzidas.

2 comentários:

Liliana disse...

e melhor... seguindo as setas, isso não vai dar a lado nenhum. Isto porque não está NO outro lado da rua, mas sim DO outro lado da rua. É atravessar a estrada...

André Carvalho disse...

Essa lona é um convite (escrito em letras garrafais!) a que os fregueses ajudem nas obras: "Assentar no livro? Pagar no fim do mês? Ó amigo, isso já não se usa! Ajude ali o trolha a carregar os baldes da argamassa e a assentar a tijoleira! E não quero ouvir queixas do reumático!"