30 maio 2010

Miguel Manso é a tua tia, pá!

Esta foto foi captada por mim mesmo, ao início desta tarde à saída da Ponte Vasco da Gama e ilustrava o decorrer do violento incêndio que deflagrou na empresa IPODEC em Sacavém. Foi "tuítada" segundos depois de ter sido feita e o emissor, eu mesmo, tinha captado uma série de cinco fotografias que estão na timeline da minha conta de Twitter. Foi captada com a (minha) viatura em movimento e a bordo viajava mais uma pessoa.


O Jornal Público decidiu publicá-la. Sem ter tido a gentileza de pedir (a cedência teria sido imediata), mas mais grave do que isso, decidiu dar-lhe o nome de outro autor. Integrada na aplicação iPhone que se abastece de conteúdo no site do jornal, cá está a foto, distorcida (parecia mal quebrar o template do formato da imagem), numa notícia assinada por Inês Boaventura e os créditos da imagem em nome de Miguel Manso.

Público, eu sou um tipo porreiro, tenho bons amigos entre os vossos colaboradores e aguardo um pedido de desculpas. (Se não quiserem pedir desculpas, também aceito uma senha de lavagem com aspiração, que aquele tablier mete nojo!)



A resposta do Jornal Público poderá ser consultada nesta página.

13 comentários:

Joel disse...

Vale tudo !!!

Almeno Rocha disse...

Quanto a utilizar, todas as fotos publicadas no twitter passam a ser do dominio publico. ( Está nas regras do Twitter) Agora dar crédito a outra pessoa, isso já é abuso... LOL

Migas (miguel araújo) disse...

O facto de ser do domínio público não significa que não tenham autor e devidos créditos...

Pedro... eu, no lugar das desculpas (que deveriam e teriam de ser muitas) preferia uma assinatura vitalícias, à borlix...
abraço

Ikas disse...

Incrível mesmo... não esperava isto do Público =/

Caro Almeno Rocha lamento discordar mas a imagem não provém do Twitter mas sim do serviço TwitPic e esse reserva os direitos aos proprietários das imagens.

É levar isto até ao fim... mas acho que uma senha é pouco, pediria três com hipótese de reduzir para duas vá...

Fernando disse...

Não é caso inédito. Há uns meses atrás fiz umas fotos num evento e a directora da casa mostrou-se muito interessada nelas. Imediatamente lhe disse que lhas cederia de forma graciosa e enviei uma série delas - com marca d'água - para ela escolher...
Nunca recebi resposta...

31 da Sarrafada disse...

Almeno,
Esse comentário é falso. O autor dos tweets e o autor das fotografias mantem todos os direitos sobre a sua propriedade intelectual dando, no entanto, autorização ao Twitter e ao serviço de fotos, para a reproduzir.

Existe neste momento um caso em Inglaterra que está a dar que falar:
http://thenextweb.com/uk/2010/05/26/daily-mail-steals-twitpics-gets-a-huge-bill-for-unauthorised-use/

António Costa disse...

Eu já nem ligo, cada vez que chove os jornais colocam uma fotografia minha que me foi "roubada" da minha conta do "Olhares", por isso é que eu quando roubo uma musica nada me pesa na consciência.

Almeno Rocha disse...

Peço desculpa pelo meu erro, comentei com base em um caso que vi a uns tempos, que por sinal era bastante parecido...

Tiny Delights disse...

Tens a certeza que não estavam no banco de trás do teu carro? Sò pode ter sido isso. ;)

Pedro Aniceto disse...

Só se estivessem debaixo da documentação dos submarinos...

bom amigo disse...

Velhos costumes de certos mansos fazerem os outros de tansos...

botinhas disse...

Isso não será um fotograma do Lost?! Cá para mim o John Locke não morreu e agora está na margem sul...

bagaco amarelo disse...

Independentemente das fotografias do tweet serem ou não públicas, o mínimo que um jornal como o Público deve fazer é pedir a sua cedência e colocar o nome do autor. Uma vergonha, isto.